COOPERATIVA DE ENERGIAS RENOVÁVEIS

MOVIMENTO POPULAR MINHA CASA
MINHA VIDA SOLAR
PRODUTOR SOLAR ALDEIA SOLAR

 

MOVIMENTO POPULAR PARA A IMPLANTAÇÃO
DE UM MODELO NACIONAL DE ENERGIAS RENOVÁVEIS

   

O Instituto de Tecnologias Sustentáveis Nikola Tesla, com seus membros associados está iniciando um MOVIMENTO POPULAR PARA A IMPLANTAÇÃO DE UM MODELO NACIONAL DE ENERGIAS RENOVÁVEIS. Por favor, faça parte de rede de apoio institucional de cidadãos, empresas e governo na criação do novo paradigma de independência energética:
A riqueza Sustentável ao Alcance da Sociedade!
POR FAVOR ASSINE ESTA CAMPANHA http://chn.ge/1fdNIPg
 
VISÃO Um modelo energético renovável, justo e responsável que contribua para um futuro social, ambiental e energeticamente sustentável

MISSÃO Envolver os cidadãos, empresas e governo na criação do novo paradigma energético – renovável e descentralizado – em benefício da sociedade e do meio ambiente
OBJETIVOS
1) CRIAÇÃO DO PLANO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DE ENERGIAS RENOVÁVEIS COM FUNDO DE INVESTIMENTO DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO DE SOLUÇÕES NACIONAIS DE USO DE ENERGIAS RENOVÁVEIS

2) CRIAÇÃO DE MODELOS DE MICRO‐GERAÇÃO DE ENERGIA USANDO RECURSOS ENERGÉTICOS RENOVÁVEIS

3) CRIAÇÃO DE UM MODELO NACIONAL DE FINANCIAMENTO DE EQUIPAMENTOS DE ENERGIA SOLAR PARA CASAS POPULARES E COOPERATIVAS DE PRODUTORES FAMILIARES

4) FORTALECIMENTO DE COMUNIDADES RURAIS E INDÍGENAS COM OBJETIVO DE DECENTRALIZAÇAO DE SISTEMAS DE GERAÇÃO E DISTRIBUIÇAO DE ENERGIA

5) CRIAÇÃO DE COOPERATIVAS DE ENERGIAS RENOVÁVEIS

6) CONSCIENTIZAÇÃO DE POPULAÇÃO SOBRE O USO DE ENERGIAS LIMPAS E SUSTENTABILIDADE

 
O POTENCIAL DE GERAÇÃO DE
ENERGIA SOLAR NO BRASIL
 

Radiação solar global diária média anual típica (MJ/m2.dia)
 
De acordo com o Atlas Brasileiro de Energia Solar, publicado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – Inpe, o Brasil, por ser um país localizado na sua maior parte na região intertropical, possui grande potencial para aproveitamento de energia solar durante todo ano. A média anual do total diário de irradiação solar global incidente no território brasileiro é mostrada na figura em cima. De acordo com o referido atlas, a média anual de irradiação apresenta boa uniformidade no Brasil, com médias anuais relativamente altas em todo o país. O valor máximo, de 6,5 kilowatts-hora por metro quadrado (kWh/m2), ocorre no norte do Estado da Bahia, próximo à fronteira com o Estado do Piauí, devido ao clima semiárido, com baixa precipitação ao longo do ano. A menor irradiação solar global, equivalente a 4,25 kWh/m2, ocorre no litoral norte de Santa Catarina, caracterizado pela ocorrência de precipitação bem distribuída ao longo do ano. O Brasil possui uma irradiação solar anual em superfícies horizontais de cerca de 1.500 até 2.400 kWh/m². Em mérito de comparação, esse valor seria cerca de 900-1.220 kWh/m² na Alemanha e 1.200-1.850 kWh/m² na Espanha. A área com a menor irradiação solar no sul do Brasil se encontra até 20% mais irradiadas do que a área mais irradiada da Alemanha.
 
INSTITUTO DE TECNOLOGIAS SUSTENTAVEIS NIKOLA TESLA, BRASÍLIA 2014